SINAFER

SINDICATO DA INDÚSTRIA DE ARTEFATOS DE FERRO, METAIS E FERRAMENTAS EM GERAL NO ESTADO DE SÃO PAULO

A HISTÓRIA

Era 29 de setembro de 1934, um grupo de empresários formado por Carmo Dagli; Zely Dias de Figueiredo; João Barile e Sandoval de Campos Mandacaru,  reuniram-se à Rua Florêncio de Abreu, 39 – Centro de São Paulo – SP, para a constituição do Syndicato Patronal dos Industriaes de Objectos de Metal para Adornos do Estado de São Paulo e também para aprovação do seu primeiro Estatuto Social.

Três anos mais tarde em 1937, instalado à Rua Quintino Bocayuva, nº 4 – 2º andar com um quadro associativo de dezenove empresas sendo elas: Metallurgica Matarazzo S/A.; União Mechanica Ltda.; Metallurgica Brasil S/A.; Mauser & Cia. LTDA.; O.R.Muller & Cia.; Engº Jair A. Horta; H. Schiefferdecker; Hernandez & Hernandez; Ignácio Tatuli; Irmãos Vagnoti; Irmãos Lemmi; João Bornia; Laminação Nacional de Metaes; Metalúrgica Fracalanza S/A.; Metallurgica Leruk; Whebbe & Cia.; Wolfrum & Sigel Fabrica “Wcinco” Productos Arame Ltda. e  Metallurgica Ibewico, passou a se chamar Syndicato dos Fabricantes de Artefactos de Metal de São Paulo, sendo também filiado à Federação das Indústrias Paulistas, hoje FIESP – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo.

Em 12 de setembro de 1941 o Ministério de Estado dos Negócios do Trabalho, Indústria e Comércio, aprova conforme decreto-lei nº 1.402, de 5 de julho de 1939, a nova denominação da entidade,  passando a se chamar Sindicato da Indústria de Artefatos de Ferro, Metais em Geral de São Paulo.

Os anos se passaram e o crescimento das indústrias do setor foi se fortalecendo com o crescimento da economia  e a vinda das indústrias automobilísticas para o Brasil, e em maio de 1952 assume a presidência do Sindicato o Sr.  Raphael Noschese, diretor da Comércio e Indústria Souza Noschese S/A., que por quarenta e oito anos esteve à frente da presidência do Sindicato. Em 24 de maio 1965, o Ministério de Estado dos Negócios do Trabalho e Previdência Social, através da Comissão de Enquadramento Sindical, resolve alterar a denominação da entidade para Sindicato da Industria de Artefatos de Ferro, Metais e Ferramentas em Geral de São Paulo.

Nos anos 70, com sede no Palácio Mauá – Viaduto Dona Paulina, nº 80 – 14º andar – sala 1.415, no mesmo local onde estava instalada a FIESP, contava com um quadro de associados em torno de 110 empresas e outras 400 que recolhiam a contribuição sindical. Em maio de  1979 sua sede oficial passou a ser na Av. Paulista, 1313 , no edifício FIESP/CIESP/SESI.

Mais uma vez a diretoria resolve alterar sua denominação e em 1981 ocorre a extensão de sua representatividade para todo o Estado de São Paulo e a criação da marca “SINAFER”.

Essa breve demonstração da evolução de uma entidade sindical, que surge de uma indústria que começava a dar seus primeiros passos na década de 30, demonstra que a atividade de representação industrial deve acompanhar a evolução da tecnologia e do mercado. Sendo que essa evolução atualmente ocorre em velocidade vertigiosa.

Os fundadores do SINAFER quando se reuniram no centro velho da cidade de São Paulo em 1934, não poderiam imaginar que 82 anos depois, estariam na Internet. Mas se chegou a este ponto, graças à dedicação e ao desprendimento de centenas de pessoas do setor, ao longo de todo esse tempo.

Missão

Representar e defender, exclusivamente as empresas fabricantes de artefatos de ferro, metais e ferramentas em geral no Estado de São Paulo