Premiê do Japão parabeniza Trump pela vitória e China diz que quer assegurar desenvolvimento dos laços bilaterais com EUA

Chanceler da Coreia do Sul acredita que novo presidente americano manterá política atual de pressionar os norte-coreanos em razão do programa nuclear e dos testes de mísseis do país

574

TÓQUIO – O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, parabenizou nesta quarta-feira, 9, o republicano Donald Trump pela vitória na eleição presidencial dos EUA e pediu cooperação para promover a paz e a prosperidade na região da Ásia e do Pacífico.

“Estou ansioso para trabalhar de perto com Trump, o próximo presidente dos EUA, para fortalecer ainda mais a aliança bilateral e levar a Ásia e Pacífico na direção da paz e da prosperidade”, disse Abe, em comunicado.

A republicano Donald Trump será o 45º presidente dos EUA (FOTO: AFP PHOTO / Timothy A. CLARY)

A republicano Donald Trump será o 45º presidente dos EUA (FOTO: AFP PHOTO / Timothy A. CLARY)

O premiê comentou que a aliança entre Japão e EUA criou “esperança” para o resto do mundo, ao lidar com os desafios em comum os quais a comunidade internacional enfrenta.

A China afirmou que irá trabalhar com o novo presidente americano para assegurar o desenvolvimento firme e saudável dos laços bilaterais.  O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Lu Kang, falou com jornalistas pouco antes de ser decretada a vitória do republicano.

O ministro das Relações Exteriores da Coreia do Sul, Yun Byung-se, disse acreditar que Trump manterá a atual política americana de pressionar a Coreia do Norte em razão do programa nuclear e dos testes de mísseis do país.

“Trump indicou que o maior problema enfrentado pelo mundo é a ameaça nuclear e os membros de sua equipe de segurança nacional mantêm a posição que favorece aplicar uma forte pressão sobre o Norte”, disse ele. / REUTERS e DOW JONES NEWSWIRES

Créditos: O Estado de S.Paulo – Caderno de Economia & Negócios.